Bolsonaro não deve ser contaminado pelo vírus da ideologia que abraça

Resultado de imagem para bolsonaro charges

Charge do Kácio (Arquivo Google)

Francisco Bendl

Os cinco países que mais importam produtos brasileiros são Rússia, China, Estados Unidos, Alemanha e Holanda. Bolsonaro deve ampliar esses negócios não somente em termos comerciais, compra e venda, mas oferecer atrativos para que invistam no Brasil.

Precisamos muito de rodovias, ferrovias, túneis, viadutos, elevados, pontes, metrôs, portos marítimos e fluviais que sejam ampliados. Também necessitamos pavimentar o Nordeste e Norte, os investimentos estrangeiros poderiam contribuir mais e melhor quanto à produção de grãos e minérios.

MAIS PORTOS – Tínhamos que ter um porto bem montado no Ceará ou Rio Grande do Norte, alimentado por trens que levariam a produção de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, mais o Goiás e Tocantins, junto com os demais Estados do Nordeste e Norte, com um custo de frete seria muito menor, tornando nossos preços mais atrativos e competitivos.

Da mesma forma, russos ou chineses, alemães ou holandeses, poderiam abrir a estrada que ligaria o Norte brasileiro com o Chile, ligando o Pacífico ao Atlântico e, nossos trens, explorados por um desses países, trazer a produção do Paraguai e Bolívia ou para o Atlântico ou Pacífico!

Logo, a abertura de ferrovias e rodovias neste país de dimensões continentais, pode render muito dinheiro para quem estiver disposto a investir no transporte de carga e de passageiros, ao mesmo tempo!

MENTES ABERTAS – Espero que Bolsonaro tenha assessores com suas mentes abertas verdadeiramente para o desenvolvimento do Brasil, e não comandadas pelo comunismo ou o capitalismo selvagem americano, mas para aquela nação ou empresários que querem se expandir, crescer, aumentar seus negócios internacionalmente. Temos milhares de quilômetros esperando por asfalto e estradas de ferro. Somente essas construções empregariam uma parcela substancial dos desempregados de hoje.

MAIS EMPREGOS – Outros trabalhadores certamente poderiam ser ocupados nas construções de cassinos em regiões turísticas mais afastadas dos nossos grandes centros urbanos, levando progresso e desenvolvimento, que se somariam às estradas e ferrovias sendo construídas simultaneamente!

Perdemos tempo em demasia, desgraçadamente, com os tais partidos preocupados com o social, porém jamais se preocuparam com o nosso crescimento para que a mão de obra brasileira fosse usada adequadamente.

73 thoughts on “Bolsonaro não deve ser contaminado pelo vírus da ideologia que abraça

  1. -Excelente artigo.

    -Só tem um detalhe: Com as atuais regras ambientais, uma licença pedida agora só seria concedida em 2025, se for concedida, e qualquer obra só será iniciada quase na metade do Século XXI.

    Como eu já disse aqui:
    -O maior inimigo do progresso brasileiro não será representado pelos petistas do Congresso Nacional.
    -O maior inimigo do progresso brasileiro será representado pelos petistas que jazem infiltrados no MINISTÉRIO PÚBLICO!

    -Portanto, o país precisa de SOLUÇÕES URGENTES que exigem MEDIDAS URGENTES, para ontem – a serem tomadas não pelo Jair Bolsonaro, mas pelos brasileiros decentes ainda existentes no Congresso Nacional.

    Abraços.

    • Meu caro xará, Francisco Vieira – Brasília DF,

      Obrigado pelo comentário.

      A tua preocupação é procedente, pois temos muitos parlamentares que não querem que o Brasil se desenvolva e proporcione o progresso ao povo.

      Assim, do jeito que nos encontramos, incultos e incautos, analfabetos funcionais e absolutos, tornamo-nos facilmente manipulados, conduzidos, iludidos e enganados.

      Mas não creio que o furacão do desenvolvimento não derrube as barreiras que teremos pela frente com relação ao meio ambiente e indígenas.

      A Natureza é fundamental, e nossos índios precisam ser tratados com respeito, no entanto, como fazemos parte desta natureza e como nossos índios são pessoas iguais a nós e não superiores, o nosso crescimento beneficiará a todos, indistintamente.

      Um grande braço.

    • Vc falou tudo que este coiso merece, sua prepotência não tem limites, chega a dar ânsia, mas tem quem ache o máximo neste bloguezinho de panelinha de segunda, além de tudo,nunca teve bala coisa nenhuma, foi mais uma das suas megalomanias…

    • Caro Eduardo,

      Obrigado pelo comentário.

      Tens razão na observação que fazes.

      Teremos muitos inimigos dentro do país que não irão querer que nos desenvolvamos, pois constataríamos suas incompetências e má intenções conosco e país.

      Mas, até esses inimigos na trincheira, venceremos

      Abração.

      • Vão passar 4 anos só jogando a culpa e falando mal do governo anterior sabotado por eles há muito tempo e golpeado por eles em 2016, ponto um deles como chefe do governo que ai está, fazendo merda à beça, na mira da PF que, para não ser preso, não tem outra saída senão se esconder atrás de uma possível nova-velha ditadura militar ou militarizada. Tudo sem-vergonha, que continuaram nivelando o país por baixo, à altura do baixo clero.

        • Lauro,

          Obrigado pelo comentário.

          Não concordo com esta repulsa que tens contra Bolsonaro, pois ele ainda não governou sequer um dia!

          Percebo, isso sim, preconceitos gratuitos contra o deputado, e previsões que jamais vão se concretizar, logo, tens muita má vontade com o ex-militar, o que lamento profundamente, haja vista ser absolutamente inocente daquilo que o estão acusando!

          Abraço.

          • Esse vídeo explica bem porque os professores, e o raciocínio se aplica da mesma forma a outras categorias, são de esquerda. A razão mais profunda é porque se julgam melhores, seres iluminados, quando na verdade é o contrário. A outra, mais mundana, é porque geralmente vão perder uma boquinha.
            Mas vejam o vídeo, vale muito a pena

            https://youtu.be/z5JrIKy4em0

  2. Bendl, uma ressalva: você está cometendo um erro de avaliação ao dizer que o capitalismo americano é capitalismo selvagem.

    Não existe isso de capitalismo selvagem. O capitalismo nunca foi selvagem. Pelo contrário, selvagem é o comunismo que se apropria da máquina governamental e do poder e age como um parasita, sugando a riqueza construída pelo capitalismo e derrubando o país e o povo na miséria e na escassez.

    Tudo o que a humanidade possui, Bendl, possui por conta do sistema capitalista.

    O único sistema de produção que o ser humano criou foi o sistema capitalista. Não existe outro sistema, Bendl.

    Comunismo nunca foi ou será sistema de produção, sempre foi um sistema político que usurpa os recursos gerados pelo capitalismo para se manter no poder.

    Portanto, de agora em diante, não pense mais em capitalismo selvagem, mas, em comunismo selvagem.

    Foi justamente o capitalismo que trouxe a humanidade até aqui, tirando-a da selva.

    Não repita o mesmo erro do editor desse blog. Não seja útil ao que é errado e enganoso.

    Grande abraço!

    • Caro Wagner Pires,

      Muito obrigado pelo conmentário e participação.

      Quando me refiro ao capitalismo selvagem, vou me basear nas palavras de Brizola quando criticava veementemente o capital volátil, cujos “interésses” não eram o dinheiro sendo utilizado para o crescimento, mas à especulação.

      Neste particular, George Soros é o meu exemplo.

      Lembro também que os americanos facilmente lançam mão para punições econômicas a países não alinhados com eles ideologicamente, alegando que agem em defesa da democracia e liberdades individuais!

      O jogo da Bolsa de Valores nos Estados Unidos, mediante objetivos de seus maiores investidores, gera dinheiro pelo dinheiro, e resgato a quebra desta mesma Bolsa em 29, que arrasou com o mundo e foi uma das causadoras da Segunda Guerra Mundial, o maior conflito da História da Humanidade.

      Foi o dinheiro americano que contribuiu para a Guerra da Coréia;
      Foi o dinheiro americano o causador de os Estados Unidos criarem a Guerra do Vietnã;
      O dinheiro americano é o responsável pelos preços dos remédios, caríssimos para os povos mais atrasados do mundo, em face de os grandes laboratórios são americanos;
      O dinheiro americano, o dólar, que baliza o comércio mundial, também proporciona que este país seja uma espécie de xerife do planeta, e somos obrigados a seguir com a “pax” do Tio Sam.

      Não sou contra os americanos, mas quando eles cometem seus erros crassos e graves, sobra para o mundo crises, empobrecimento e miséria.

      Apenas resgato a maior crise que o mundo conheceu em termos econômicos, justamente ocasionada pelos Estados Unidos, a de 2.008!

      Hás de concordar comigo que, se o capitalismo nos trouxe até aqui, também deixou pelo caminho um rastro de mortes e sofrimentos indescritíveis e incalculáveis, cuja diferença do genocídio comunista é que este regime totalitário mata o seu próprio povo, enquanto os americanos matam povos de outras nações!

      Agora, repito, não sou contra o capitalismo, pelo contrário, só que o dinheiro poderia ser utilizado em benefício da humanidade, e não somente para quem possui o vil metal em quantidade inimaginável!

      Um forte e caloroso abraço, meu amigo.

        • Mario Jr.,

          Apresentei ao meu guru econômico, acima, Wagner Pires, as minhas razões para mencionar o capitalismo selvagem.

          A China se viu obrigada a aderir ao capitalismo e abrir seus mercados porque o futuro seria idêntico ao comunismo soviético, que ruiu porque não tinha condições de alimentar o seu povo!

          A vantagem do governo totalitário e antidemocrático chinês, é que os investimentos estrangeiros ocuparam uma mão de obra barata, que ocasiona os preços dos produtos chineses altamente competitivos, e os lucros incalculáveis obtidos com as exportações foram aplicados no país!!

          Ferrovias, rodovias, metrôs, pontes, elevadas, túneis, a China é altamente desenvolvida e uma nação barata de se viver.

          Agora, as cidades maravilhosas e altamente povoadas são as litorâneas, pois o centro da China ainda vive de forma medieval, em face da irregularidade do país no seu relevo, composto por montanhas, que diminuem sensivelmente as áreas de plantio para alimentar DOIS BILHÕES DE PESSOAS!

          Abração.

          • Bendl, não é que a China se viu obrigada, a miserável China comunista não tinha o que comer e, de repente se viu com uma possibilidade de receber aportes trilionários de recursos dos Estados Unidos. Era ficar na miséria ou se desenvolver.

            Eu já te disse: comunismo não é sistema de produção é sistema político, e política de miséria.

            Sistema de produção só existe um: capitalismo.

            O lucro não é uma desgraça. É um bálsamo!

            Graças a Deus nós podemos ter lucro.

            Se não fosse o lucro você, dirigindo o seu taxi, não levaria o pão para casa!

            Grande abraço, amigo!

      • Bendl, Brisola nunca foi ou deveria ter sido referência para ninguém.

        Há uma diferença entre a grande utilidade da Bolsa de Valores como fonte de financiamento de empresas de capital aberto e os metacaptalistas como George Soros que entram no mercado de ações não mais com o simples intuito de auferir lucro, mas, de auferir lucro e financiar – no mundo todo – governos ditatoriais comunistas, como o fez no Brasil, na Venezuela e em todo o mundo.

        Já lhe disse que a quebra da Bolsa de Nova Iorque foi induzida pelo próprio governo que alterou os juros básicos da economia, barateando os empréstimos e fomentando a especulação financeira. Exatamente como ocorreu em 2008 que, por intromissão do governo, novamente, novamente os juros foram baixados, acarretando o barateamento dos empréstimos, o que fomentou a especulação imobiliária, criando créditos podres com devedores insolventes.

        Nada disso tem a ver com o capitalismo, mas com intervenções governamentais de cunho keynesiano, que distorcem o mercado provocando desequilíbrio na livre iniciativa.

        Depois, não passa de um crasso engano seu, dizer que os Estados Unidos exportam miséria. Nada disso.

        Prova cabal é o seu maior parceiro comercial – a China -, país no qual os Estados Unidos transferiu grande parte de sua riqueza, fazendo com que a China acumulasse a maior reserva de dólares do planeta – mais de quatro trilhões – estando atrás, apenas, do próprio Estados Unidos.

        Quanto a retaliar países com ideologia comunista, você, eu, e todos nós temos é que agradecer, pelo fato deles estarem defendendo um mundo melhor, menos miserável. Porque é só isso que o comunismo sabe fazer criar e espalhar a miséria.

        Quanto às patentes, se eu investisse milhões de dólares na compra de equipamentos, no salário de cientistas e pesquisadores no desenvolvimento tecnológico seja lá do que for, é lógico que eu iria querer obter algum lucro, a fim de me ressarcir de anos e anos gastando com as pesquisas.

        Ou você acha que quem está investindo vultosos recursos em pesquisa e desenvolvimento está fazendo isso por ter uma “alma bondosa de comunista”?!

        Acorda, Bendl.

        Sem lucro não há desenvolvimento, não há evolução. A natureza ensina por indução corpórea ao bem a utilidade comum. Portanto, a fim de desenvolver produtos e serviços que irão contribuir para o crescimento do ser humano – na maioria dos casos -, o capitalismo, obtém, por fim, o lucro. Sem o qual não se perpetua. É assim na natureza, que produz com abundância para se multiplicar. Tem que haver excedente. Se não houver excedente o sistema não se mantém. Vira uma Venezuela. Vira uma Cuba. Vira um Vietnã. etc.

        Os Estados Unidos participaram da reconstrução dos países arrasados pela guerra através do Plano Marchal.

        É pelos Estados Unidos que o mundo ainda não foi dominado pela miséria do comunismo. Este sim selvagem.

        Quem quiser remédios e produtos mais baratos, façam como nos Estados Unidos, deixem as empresas livres das ingerências dos governos para investir e produzir em forma de escala, barateando seus preços.

        Isso não ocorre com a interferência de governos bonzinhos, mas, pela livre concorrência entre empresas de um mesmo setor.

        Quem não entender isso está fadado a cometer sempre os mesmos erros do passado recente.

        • “Lembro também que os americanos facilmente lançam mão para punições econômicas a países não alinhados com eles ideologicamente, alegando que agem em defesa da democracia e liberdades individuais!”

          Me espanta você dizer isso! E que liberdades individuais existem no países comunistas, meu jóvem?!

          “Foi o dinheiro americano que contribuiu para a Guerra da Coréia;
          Foi o dinheiro americano o causador de os Estados Unidos criarem a Guerra do Vietnã;”

          Os americanos foram muito corajosos defendendo a si mesmos e todo o restante do mundo do avanço do comunismo! Foram altruístas, sob esse ponto de vista.

          Graças a eles hoje temos uma Coréia do Sul. Agora mesmo estou usando um computador produzido por eles – um LG.

          Sabe o que seira da Coréia do Sul se não fossem os Estados Unidos?

          Sabe o que seria do Japão, da Alemanha e toda a Europa?

          Pelo amor de Deus, Bendl, acorda!

          • Meu caro Wagner,

            Dá a impressão que estamos discutindo e discordando um do outro, mas não é isso, pelo menos para mim.

            Tenho escrito que sou contra o comunismo, basta dares uma olhada nos meus textos.
            Entretanto, na razão direta que abomino o regime comunista e socialista não posso enaltecer o capitalismo como obra divina, pois criado pelo ser humano, logo, falhas tem consigo.

            E são essas brechas que as critico, haja vista o ser humano ser infinitamente mais importante que o dinheiro, o lucro exacerbado, empresas bilionárias, e que não investem em melhorias para os mais necessitados.

            Trabalhei em uma empresa que vendia um produto no Brasil por 900 reais a unidade.
            Importávamos o material, e que a matriz cobrava da sua filial brasileira 450 reais.
            O custo desse produto nos países onde essa empresa possuía fábricas era de ONZE REAIS!!!

            A importação já garantia um lucro à matriz estupendo, mesmo que desse prejuízo a sua venda no país.
            Porém, ainda sofria um aumento de 100% no preço importado.

            Resumo da ópera:
            O lucro era quase NOVE MIL POR CENTO PARA A EMPRESA!!!!

            É sobre esse capitalismo selvagem que me refiro, meu caro amigo.

            Mais um abraço.

          • Instala-se num país uma empresa que começa com lucros absurdamente grandes. Em curtíssimo prazo ela aumenta seu parque industrial e aprecem muitas outras atras desses lucros para concorrer com ela. Com isso se multiplicam empregos e a arrecadação. Os preços dos produtos ficam bem mais baratos. Todos ganham: empresários, operários e consumidores
            Quebra-se este princípio e temos o Brasil de agora e pior, Cuba, Venezuela…..

          • Mário Jr.,

            Escrevi que as fábricas dessa indústria não estavam em solo nacional, não te esqueças.

            Em razão de que estamos muito atrasados em ciência e tecnologia, a nossa dependência nos obriga a adquirir mercadorias com preços altíssimos, haja vista que no Brasil não se instalam indústrias refinadas, de alta tecnologia.

            Portanto, povos como somos, pobres e carentes, contribuem decisivamente para as nações que já são riquíssimas a aumentarem suas riquezas, seus poderes de vendas, de dominarem o mercado!

        • Hoje foi dia riquíssimo do ponto de vista de debate e disseminação de conhecimento, especialmente pelo Sr. Wagner Pires. Impressionante a sua didática em desfazer muitos mitos com relação ao único sistema econômico existente, ou seja o capitalismo. As pessoas e, especialmente os brasileiros, tem dificuldade de aceitar que o estado é quem distorce o a economia através de inúmeras artifícios. E o capitalismo vira o bode expiatório.

          • Prezado Izquierdo,

            Grato pelo comentário.

            Concordo que foi produtivo esse dia e sobre esse assunto, onde o debate foi em alto nível, com proveitos para todos nós.

            Abração.

  3. Texto sobre o linchamento que os adeptos de Bolsonaro estão promovendo contra a jornalista que pode acabar com a farra nazista.

    Putinha do PT. Vagabunda. Moça Pertubada.
    Essas são algumas das ofensas que uma das melhores e mais experientes jornalistas do Brasil, Patrícia Campos Mello, está sofrendo ao longo desta quinta-feira por apoiadores de Jair Bolsonaro. Patrícia é repórter especial e colunista da Folha de S. Paulo. O que ela fez? Ela fez o que faz todos os dias na profissão dela: uma reportagem. Porém, a reportagem trata de um escândalo na corrida eleitoral: a compra, por apoiadores de Bolsonaro, de pacotes de mensagens no whatsapp que custam R$ 12 milhões de reais para distribuir FAKE NEWS.
    Isso mesmo. Pacotes milionários de mensagens para distribuir NOTÍCIAS FALSAS sobre Fernando Haddad, PT e tudo o que possa ser obstáculo para Bolsonaro avançar com seu projeto de violência nacional.
    Vocês vão me desculpando, mas já perdi total a paciência: quem vota nesse homem está dando um cheque em branco pra um projeto de Brasil lixo e vergonhoso, totalmente inescrupuloso.
    Minha TOTAL solidariedade à jornalista Patrícia Campos Mello. As pessoas estão ai dizendo: nossa, que corajosa. Gente, não se trata de coragem, não. Trata-se de competência e de consciência do papel do jornalismo. Ela escancarou hoje um esquema podre. Milhões (não declarados como doação de campanha) sendo gastos para distribuir mentiras e ataques violentos ao adversário.
    Me falta estômago.
    (Giulliana Bianconi)

      • Francisco,

        Desde quando que o PT foi democrático, como tem vomitado para o povo?!

        A derrota iminente está transformando o PT em um poço de ódio, pois não aceitará pacificamente que o povo o está rejeitando!

        Outro abraço.

    • Prezado Alex Cardoso,

      Obrigado pelo comentário.

      Tu és o sectarista do PT mais considerado pelos comentaristas da TI!

      Apesar da tua defesa intransigente da organização criminosa, a tua educação e elegância conosco devem ser sempre enaltecidas, pois não tornas os teus comentários pessoais.

      Dito isso, se existe um partido que não tem moral para reclamar é o PT!

      Se essa jornalista está sofrendo de ataques de radicais favoráveis a Bolsonaro, que lamento esse comportamento, desnecessário eu lembrar o que os petistas faziam contra aqueles que criticavam suas atuações ou os acusavam de irregularidades!

      Lembra da cubana que era contra Fidel Castro e nos veio visitar?!
      A maneira como foi recebida no aeroporto pelos petistas fanáticos?
      Celso Daniel, que tal?!
      Preciso comentar sobre o que o PT fez contra a Petrobrás?!

      Logo, além de esta notícia de compras de mensagens ser carente de provas, essa moça pode ser uma petista usando das maneiras que sempre caracterizaram o PT.

      Quanto ao papel do jornalismo, lamento dizer que o nosso, o brasileiro, não serve como parâmetro de ética e moral.

      Os erros da mídia nacional contrária ao povo e país são incalculáveis e incontáveis.
      Este seria mais um deles.

      Abraço.

  4. É dificil morar em Bangú e querer ser expert em relações internacionais. Entretanto, desde os filmes de faroeste que simpatizo com os americanos e me ressinto muito ao sentir a desconfiança que se tem do povo americano. É infundada e talvez incutida em nosso folclore pelos porcos vermelhos – os americanos são um povo bom, generoso e não querem explorar ninguém. Suas empresas são fortes, eficientes e visam o lucro. Se quisermos tê-las em nossas plagas, cuidemos das restrições cabíveis, como todo país aberto ao comércio faz.
    Um cuidado é mister: deixar petista a 200 km de distância do dinheiro! Do contrário vamos ser roubados novamente pelos canalhas incorrigíveis do PT.

    • Toga,

      Os americanos se sentem superiores aos outros povos e nações por motivos óbvios:
      o poderio da sua moeda e de suas FFAA!

      Nada contra os Estados Unidos, pois eu os prefiro ao comunismo ou ao falso socialismo, mas o povo americano é um tanto quanto alienado do mundo, haja vista a fome na África e a tragédia inqualificável que arrasa com o Yêmen, matando milhares de fome diariamente!

      Os americanos nada fazem porque aliados da Arábia Saudita, inimiga do Yêmen, que alega ser favorável ao Irã, e campo de treinamento para o Estado islâmico!

      Portanto, se milhares de mulheres, crianças, jovens, adultos e velhos morrerão à míngua, e daí?!
      Não são aliados dos Estados Unidos, então, azar!

      Mas respeito os americanos, sim, e admiro o país que criaram e organizaram, apesar do crime imperdoável com o genocídio dos índios na conquista do Velho Oeste!

      Abração.

      • Americano, povo, nada tem a ver com com o descalabro beligerante.
        Americano, governo, tem participantes infiltrados responsáveis pelo descalabro internacional.
        Globalistas, apátridas, de diversas nacionalidades, estes sim, responsáveis pelo descalabro internacional que avança enquanto o mundo anetesiado culpa os EEUU. Trump leva pauladas por ser contra isso e Bolsonaro vai no mesmo time de Trump…

        • Anunnaki,

          Obrigado pelo comentário.

          Olha, admito que os Estados Unidos, lá pelas tantas, é vítima de si mesmo, da sua potência, do seu capital, da sua moeda.

          Afinal das contas, controlar seres humanos é impossível, a menos que sejam mortos.
          Mas, sem pessoas para consumir e gastar, de que serviriam o capitalismo e comunismo, democracia e socialismo, totalitarismo e reinados??!!

          Abração.

      • Não entendo você Bendl, primeiro você ataca os americanos por que eles tentaram se intrometer no Vietnã e em outros países para tentar frear o movimento de dominação comunista do planeta.

        Depois você os culpa por não interferir em países comunoditatoriais que espalham a miséria a seus povos.

        Difícil, Bendl…

        • Wagner, meu caro,

          Esclareço:
          Morreram no Vietnã quase 59.000 mil americanos, e mais de dois milhões de vietcongues.
          A fortuna gasta nessa guerra é incalculável em vidas e materiais.

          Pergunto, mau amigo:
          O comunismo se instalou no Vietnã ou não??!!

          A Guerra da Coréia, que matou 1,5 milhões de civis e 2 milhões de soldados coreanos, além de 60 mil americanos, mais um gasto absurdo em vidas e prejuízos materiais, impediu o comunismo na China e na metade da Coréia??!!

          Quando a União Soviética, após a Segunda Guerra Mundial, tentou trazer para a sua ideologia e à força, parte da Europa, invadindo a Hungria, a antiga Tchecoslováquia, Polônia, Romênia, Bulgária, Albânia, a Iugoslávia antes da sua fragmentação, as 17 Repúblicas que comporiam a Cortina de Ferro, inclusive a Alemanha Oriental, pergunto:
          Por que os americanos não impediram o avanço soviético na Europa, o alastramento do comunismo à base da violência??!!

          Wagner, eu só quero dizer que os americanos têm seus defeitos e graves, apesar de serem capitalistas, e dominarem o mundo ocidental, algo parecido a uma prisão domiciliar, caso eu não concorde com eles, com a pax dos Estados Unidos, haja vista que serei posto de lado automaticamente.

          Abraço.

        • No caso Vietnan, os fanáticos e idealistas do norte , comunistas, invadiram o sul que, enquanto os americanos lá foram lhes ajudar e ficaram por anos, em guerra morreram 900 mil pessoas, devido á situação do conflito. Depois que eles, americanos, se foram, foram mortos 2 milhões no Cambodja e 1 milhão no Vietnan, assassinados pelos governos desses países.

          • Mário Jr.,

            A quantidade de mortos na Guerra do Vietnã, a oficial, registra mais de dois milhões de vietcongues, incluindo a população civil do Norte e do Sul, e quase 59 mil soldados americanos.

            O comunismo foi implantado no país.

            Quanto ao Camboja, Mário, História do Mundo informa:
            Pol Pot foi líder do Partido Comunista do Camboja, o Khmer Vermelho. Além disso, ele controlou esse país durante um período de quase quatro anos no qual impôs um domínio ditatorial que resultou na morte de 1,5 milhão de pessoas, a maioria em decorrência da fome. A política ditatorial de Pol Pot ficou conhecida como genocídio cambojano.

            Da mesma forma, o comunismo foi implantado no Camboja, que fazia parte da Trilha Ho Chi Minh, que servia como ligação logística entre a República Democrática do Vietnã a República do Vietnã passando pelo Laos e Camboja durante a Guerra do Vietnã.

            Lembro que o Secretário de Estado americano à época, Kissinger, sem autorização do Congresso americano, ordenou o bombardeio ao Laos e Camboja, de modo a romper esse elo de ligação e que diminuía a distância dentro do Vietnã em centenas de quilômetros!

            Abração.

    • Caro Sapo, qual a base da sua afirmação “É dificil morar em Bangú e querer ser expert em relações internacionais”? Ser expert, em qualquer atividade, independe de onde se mora.
      Posso estar errado e, quem sabe, você me apresente um caudal de provas, que corrobore sua afirmação.

  5. A turma do Bolsonaro, nivelada pelo baixo clero do congresso podre, tb mente, desbragadamente, infelizmente, na cara dura, dai o óleo de peroba será uma indústria promissora no seu governo, com certeza. Mas como diz o Mestre:” quem se interessa “.

    • Lauro,

      Mostra-me um político brasileiro que não minta, que não engane, que não iluda!

      E tu reclamas do que ainda poderá ser com Bolsonaro ou não??!!

      Outro abraço.

  6. Coitada da musa. …sua insiguinificancia e tanta que ela nao consegue mais esconder o amor enrrustido pelo desejo de ser a musa virgulino, Parabens francisco Bendl seu texo tem sentido e tornaria um Brasil melhor com pessoas tendo empregos nas novas ferrovias e serem contruidas ligando o Brasil Inteiro em vez de estradas , sem duvida o frete seria bem menor pro consumidor, mais enfim, tem pessoas que nao tem essa visao, preferem criar mais tetas pra ficarem mamando ou revoltadas porwque perderam a boca livre

    • Prezado Luiz,

      Obrigado pelo comentário.

      Na razão direta que somos humanos, temos qualidades e defeitos.

      Jamais poderemos agradar a todos, muito menos encontrarmos unanimidades em nosso favor.

      Tenho escrito à exaustão que a solução para nosso desenvolvimento, para sairmos dessa estagnação de décadas, reside na construção de ferrovias, rodovias, pontes …

      Da mesma forma defendo a instalação de cassinos, diante do que se constrói ao lado:
      hotéis, restaurantes, aeroportos, estradas, ferrovias, comércio, indústrias … a quantidade de pessoas exigidas para trabalhar nessa salas de jogos é incalculável!

      Por que temos de ser um país atrasado?
      Por que temos de ser ainda dependentes de tecnologias de terceiros?
      Por que não nos libertamos de quem nos aprisiona, e tratemos de construir indústrias onde somos dominados?!

      Porque sempre a preocupação dos políticos nacionais foi a … política!

      O único presidente em décadas, que teve a intenção de nos desenvolver, e logrou êxito foi Juscelino que, ainda por cima, é contestado por alguns!!

      O mineiro rasgou o país em estradas; enalteceu a indústria automobilística, apresentou o Sul ao Norte, o Sudeste ao Nordeste e, o Centro-Oeste para as demais Regiões.

      Pipocas, o que nos impede de mais uma vez transformarmos essa nação continental em outro parque de obras??!!

      Abração, meu amigo.

  7. “Trabalhei em uma empresa que vendia um produto no Brasil por 900 reais a unidade.
    Importávamos o material, e que a matriz cobrava da sua filial brasileira 450 reais.
    O custo desse produto nos países onde essa empresa possuía fábricas era de ONZE REAIS!!!”

    Bendl, abra do olho, Bendl. Quem mais encarece esses produtos é o governo que imputa tributos absurdos de importação, que chegam às raias de mais de 70% do valor “free on board”.

    Governo keynesiano é uma desgraça, Bendl!

    O capitalismo pode não ser perfeito, mas, é a imitação mais aproximada do que Deus fez – a natureza.

    A natureza produz em abundância. Se você ver um pé-de-manga carregado, verá que a sua produção é abundante. É mais do que suficiente para ele se reproduzir. Assim Deus fez a natureza.

    Se a natureza fosse entrópica, isto é, consumisse mais do que produzisse, ela não se perpetuaria no tempo e no espaço.

    Assim é o capitalismo que, mesmo sendo parasitado por comunistas e economistas keynesianos, consegue se perenizar no tempo e no espaço, multiplicando as riquezas e elevando a humanidade a novos patamares de vivência e conforto.

    O lucro é a mão de Deus sobre o trabalho do homem que come através do suor do seu rosto. Se o capitalismo fosse entrópico, a humanidade não teria chegado até aqui e se multiplicado a um número superior a sete bilhões.

    Provavelmente a humanidade se resumiria a umas poucas dezenas de milhares, sobrevivendo do que a natureza, e apenas ela, produzisse.

    Assim o homem criou o capitalismo – que é, repito, o único meio de produção que o ser humano criou.

    Não há capitalismo selvagem, há capitalismo sendo desvirtuado, parasitado, por gente de mentalidade comunista.

  8. Calma, garoto!

    Tu te enervas fácil demais.

    O PT, que tu também és contra, a população o está rejeitando, não o quer mais no poder.

    Haddad não pode ser eleito porque petista.

    Bolsonaro pode ter seus defeitos porque parlamentar, admito, mas não tem nada ainda contra si por ter roubado o povo como os petistas!

    Nada contra si em quantidade de crimes que a organização criminosa praticou, e que muitos de seus membros resultaram impunes!

    Portanto, deixa de lado subires nas tamancas porque estamos dialogando mediante posições diferentes, mas não inimigas, por favor!

    Calma, relaxa, não te irrites por algo que sequer aconteceu ainda.

  9. Wagner, meu caro,

    Não estou te contestando, por favor.

    Precisas entender que, do alto da minha ignorância, tenho meu modo de pensar.
    Não que eu seja teimoso e burro de não aceitar a verdade dos fatos, que tu estás me trazendo para conhecimento, mas também o que o mundo me mostra de contrário a este capitalismo que enalteces.

    Somos sete bilhões de almas, e a maioria absoluta vive na miséria!
    Milhões morrem de fome, de doenças, através de guerras civis, de revoluções, justamente em razão do poder e do dinheiro que financia essas matanças!

    Digamos que eu fosse – caso tivesse dinheiro – um capitalista, e decidisse que parte dos lucros auferidos eu amenizasse as dores e os sofrimentos de pessoas carentes.
    Eu estaria errado?

    Pois não me conformo que havendo somas incalculáveis de dinheiro nos bancos, parado, sem estar aplicado na indústria, no comércio, apenas rendendo juros, com este lucro obtido pelo próprio dinheiro, que uma parcela não seja destinada aos países miseráveis, aos seus povos tão necessitados!

    Repito:
    O Yêmen é a tragédia do momento, e os países ricos sequer movem uma palha para amenizar as mortes desse povo por falta de comida!!!
    Comida, Wagner, que este país, o nosso, mesmo com a pobreza que registra, joga fora toneladas de alimentos a cada dia!!!

    O dinheiro deixa as pessoas insensíveis?
    Sem sentimentos?
    Sem consideração pelo próximo?
    Que morram pessoas, mas a minha empresa deve lucrar e crescer??!!

    Não sou comunista, longe disso.
    Apenas eu queria um mundo melhor, menos violento, com mais solidariedade, caridade, compreensão e tolerância.

    Mais um abraço, meu caro amigo!

  10. Meu amigo, o maior agente de assistência social é o capitalismo!

    São as empresas auferindo lucros e promovendo o reinvestimento e a ampliação de seus negócios que ampliam as vagas de trabalho e ofertam salários cada vez maiores, a medida que seus produtos e serviços demandam cada vez mais capacitação.

    Onde há miséria, é justamente onde o capitalismo não conseguiu penetrar.

    O que o governo dá? O governo não dá nada, a não ser promover a perpetuação da miséria, na medida em que tira de quem produz e oferta empregos para distribuir para burocratas desgraçados e empresas comensais do poder.

    Isso é um pensamento tão simples….

    Governo, quanto menor melhor. Economia, quanto maior e mais livre melhor.

    O governo tem de diminuir de tamanho para a livre inciativa privada ter espaço de sobra para crescer.

    Onde governos vicejam, viceja a corrupção e a miséria.

    Não, não é o capitalismo que é selvagem. É a sede de poder de governos intervencionistas comunas que parasitam as estruturas econômicas criadas pela livre inciativa. Pelo livre capitalismo.

    Grande abraço, amigo!

    • Concordo plenamente que o governo é pária da sociedade.
      Pior:
      ainda nos manipula, mente, ilude e engana!

      Se quiseres me deixar fora de mim, basta me lembrares o dinheiro não só roubado do povo, mas, do que resta, a sua má aplicação!!!

      Justamente por essas e outras, que afirmo categoricamente que, no Brasil, não temos democracia!!!

      O mais grave:
      Implantou-se a cleptocracia, e esta forma de governar tem nos levado ao caos, à miséria, ao desastre absoluto!

      Eleger Haddad e teremos um governo totalitário e comunista, onde os donos do partidão viverão nababescamente, enquanto o povo que se lixe!

      A eleição de Bolsonaro não implica somente em mudança de administração, mas de comportamento, de gerência, de liberdade e de empreendimentos.

      A guerra que o PT e aliados estão travando contra Bolsonaro e seus eleitores tem justificativas e variadas:
      A perda do poder;
      a perda de dinheiro roubado do erário;
      a perda de funcionários comissionados e que não mais contribuirão para o PT em até 30% do que recebem;
      a devassa que será feita na contabilidade do país;
      as auditorias no BNDES pra se saber o modo como doamos bilhões para ditadores;
      as doações feitas para Cuba com o nosso dinheiro;
      O roubo das refinarias brasileiras pela Bolívia, por Evo Morales;
      os porquês da violência exacerbada;
      os porquês da saúde pública estar nesta situação caótica;
      iremos descobrir o estado verdadeiro dos médicos cubanos. Quanto ganham do Brasil e quanto é remetido para o regime cubano!

      Ou Bolsonaro ou afundamos de vez e, em consequência, acontecerá a tão desejada guerra civil pelo PT!!!

      Mais um abraço.

  11. Acredito muito que se os professores tivessem um salario digno em torno de $5600 por mes e escolas com tempo integral, em 15 anos veriamos uma nova juventude tornando o Brasil um pais melhor, exite uma necessidade de novas ferrovias, estradas , pontes, empreendimentos turisticos em centros onde ha necessidade de emprego e muita mao de obra desempregada pelo Brasil a fora, fazer cassinos, hoteis, hospitais, escolas centro de convencoes e criar uma nova forma de gerar eletricidade solar , o Brasil tem muito sol em determinadas areas do nordeste que seriam perfeitas pra novas fontes de energias, criar uma nova forma de tirar o sal da agua do oceano para abastaecer cidades que nao tem agua, isso ja e feito nos desertos de Israel, entao ja foi feito em varios lugares, precisamos fazer no norte do Brasil , Os politicos estao ganhando muito dinheiro, , o salaro deveria ser por merito e digamos nao superior a 5 mil reais, quer ganhar mais, estude se forme e tenha sua propria empresa, a politica esta errada, ninguem entra pra politica pra ser nacionalista ou patriota, so querem entrar na politica pra ficarem ricos com as mordomias e beneficios que so essa casta politica tem no mundo inteiro , nao ha nada igual a casta politica brasileira , O Brasil nao suporta pagar tanto aos politicos isso esta mais do que evidente, entao vamos acabar com essas regalias, o trabalhador brasileiro precisa ganhar bem pra produzir e ter orgulho do seu trabalho, nao adianta o salario ser minimo e o individuo nao ter como sustentar a sua familia, nao ter hospitais e a seguranca necessaria pra garantir a tranquilidade do povo que gosta de sair e festejar suas conquistas ou ate mesmo celebrar sua liberdade, e isso que precisamos mudar, pagar bem aos empregados dar continuidade para que ele mesmo possa melhorar de vida e ganhar mais, os professores ganhando mais e os policiais federais e estaduais deve receber de acordo com o risco de vida deles, a pessoa que mata um policial tem que pegar 30 anos de cadeia ou ficar preso pro resto da vida, ponham um plebicito e vejam se o povo deeseja a pena de morte incerida na lei ,,, so o povo pode decidir isso….o que nao pode e continuarmos btendo policias sendo mortos todos os dias e as gangues cada vez mais poderosas mesmo dentro das cadeias nesse ritmo em 20 anos teremos a maior populacao carceraria do planeta, pagando os prefessores um salario ridiculo e alunos sem escolas com tempo intergral so vamos acabar tendo mais criancas indo pro lado errado nesse noce seculo que se aproxima, O Brasil e rico em TUDO, , entao exportem os politicos ladroes do nosso pais, ou livre-se deles

  12. Caro Luiz,

    Reitero meus agradecimentos por este comentário acima, irretocável, contundente, incisivo.

    Esta é a Tribuna da Internet que queremos e precisamos:
    de debates, discussões, pontos de vista, discordâncias, posicionamentos … pois assim aprendemos, nos aperfeiçoamos, nos informamos e passamos a conhecer ideias diferentes, sensatas, e que nos corrigem.

    Outro abraço, forte e fraterno.

  13. O bom Artigo do Sr. FRANCISCO BENDL, dentro do maior bom senso, pede que o breve próximo Governo, que quase com certeza será do Presid. JAIR BOLSONARO ( 62) PSLe de um Congresso mais de 50 Pc renovado, que não se deixe contaminar totalmente pelo vírus de sua nova Ideologia (Liberalismo Laissez-Faire), ele que até então como ex-Militar era (Nacional Desenvolvimentista Industrializante Estatista).
    Que acione imediatamente os dois Motores do crescimento Econômico: As EXPORTACOES e o CONSUMO DAS FAMILIAS/EMPRESAS.
    Isso imediatamente ativará o Investimento das Empresas em expansão da Produção, e do Governo em Infra-Estrutura.
    O crescimento Econômico colocará o País nos eixos, reduzindo DESEMPREGO, transformando Déficit Fiscal em Superávit e colocando aos poucos tudo numa espiral virtuosa.
    Há que corrigir os excessos Estatista do Modelo Nacional Desenvolvimentista Industrializante e os excessos de Abertura de Mercado e principalmente Fluxo de Capitais do Modelo Liberal Laissez-Faire.

    A Economia do Brasil ė como um potente motor de 12 cilindros, queimando só em 4.
    O Presidente BOLSONARO, seu Ministro da Fazenda Dr. PAULO GUEDES e a experiência de nossas FFAA, tem plenas condições de fazer esse motor queimar nos 12 cilindros.

  14. Mestre Bortolotto,

    Obrigado pela ajuda inestimável com o teu comentário, acima.

    O título desse artigo fala por si:
    Que Bolsonaro não se deixe contaminar pelo vírus da ideologia que abraça!

    Sofremos desse mal há duas décadas, de a ideologia ser mais importante do que o povo e país!

    Basta!

    Queremos um governo preocupado com o cidadão e com a sua nação;
    Queremos ter liberdade para empreender, e não termos receio de que a economia será modificada em benefício dos governantes;
    Queremos escolas que ensinem matérias, e não apresentem regimes ou modos de governar ou ideologias de gênero;
    Queremos um país unido e não divido por um governo corrupto, ladrão, desonesto;
    Queremos um Brasil que condene os que praticam o mal contra ele e o povo;
    Queremos que se faça justiça contra o criminoso, e não que seja alvo de beneplácitos de um tribunal superior comprometido politicamente;
    Queremos o fim da impunidade!

    Um forte e grande abraço, mestre Bortolotto!
    Saúde e paz.
    Excelente fim de semana.

  15. “Pergunto, mau amigo:
    O comunismo se instalou no Vietnã ou não??!!”

    Ué, Bendl, e isso quer dizer que a tentativa dos americanos na contenção do alastramento comunista foi errada?

    Há ou não há uma Coréia do Sul capitalista. Há ou não há um Japão capitalista, há ou não há países europeus capitalistas, fora da dominação ideológica russa?

    Continuo não entendendo você, Bendl.

    O comunismo, já se sabe hoje, matou umas duzentas milhões de pessoas.

    É de longe o maior cancro do planeta. Quem insiste nisso é porque, comprovadamente, tem problema de psicopatia. Comprovadamente analisada pelo Dr. Andrew Lobaczewski, cujas razões estão expostas em seu livro: Ponerologia: Psicopatas no Poder.

    Recomendo a leitura.

    Atacar o capitalismo sem fundamentação e desconhecendo o seu real funcionamento é servir de instrumento à difusão dessa ideologia nefasta.

  16. Outra coisa Bendl. Esses países comunistas estavam fazendo os seus povos passarem fome. Os Estados Unidos transferiram suas indústrias para lá também.

    Hoje, Indonésia,Vietnã e todos esses países asiáticos se tornaram os maiores produtores de roupas e tecidos. Graças, como disse o mestre Bortoloto aí em cima, a força do capital gerado pela economia americana. Sua pujança capitalista.

    E não à desgraça e à miséria de seus respectivos governos.

    É O CAPITALISMO DESTRUINDO COM A SUA RIQUEZA A MISÉRIA PLANTADA PELO COMUNISMO!!!

    Grande abraço, amigo!

  17. Bendl, as multinacionais transferiram para a China suas indústrias altamente poluidoras e que foram proibidas nos países de origem EUA e Europa). Com isso a China de ergueu, já é a segunda potência, porém é o país mais poluído do planeta. O governo chinês admite que morrem por ano 400 mil pessoas por causa de poluição. Como eles mentem muito, o total de mortes deve ser muito maior. Capitalistas são assim, pouco estão ligando para esses “detalhes” sem importância, como a vida das pessoas pobres, algo que tanto choca as pessoas de bem.
    Seu artigo está perfeito, não merece reparos.
    Abd.

    CN

    • Discordo. O que polui a China é sua industria pesada (usinas elétricas a carvão, petróleo, etc) que sempre existiu muito antes de empresas do mundo inteiro irem para lá pelos baixíssimos impostos e pela legislação trabalhista que não existe, para a felicidade dos trabalhadores que , como isso, arranjam empregos.

    • Prezado Carlos Newton,

      Grato pela tua participação e comentário.

      Se a nossa democracia não é a ideal ou a verdadeira, pelo menos podemos expor nossas ideias e pensamentos, mesmo que diferentes de alguns colegas e brilhantes profissionais liberais!

      A meu ver, a partir da criação do dinheiro substituindo o escambo, as trocas, o ser humano mudou absolutamente a sua essência, deixando de lado o seu próximo para abraçar o vil metal, e obter poder.

      Em nome do dinheiro, as guerras mundo afora nos últimos cinco mil anos;
      impérios ruíram;
      impérios surgiram;
      as religiões também ampliaram seus objetivos, indo além do aspecto espiritual para darem atenção ao dinheiro;
      conquistas, derrotas, mudanças de governo, o dinheiro sempre foi a causa de o povo pobre padecer nesta vida!

      Apesar de ser o pobre aquele que alavanca fortunas, que as concretiza, que as faz crescer, invariavelmente morre sem nada, explorado, desconsiderado, abandonado.

      Certamente por eu ser mais velho do que o nosso amigo Wagner, meus pensamentos sobre o dinheiro são mais heterodoxos e menos ortodoxos, isto é, entendo que o dinheiro de lucros e, principalmente, ganho nas Bolsas de Valores, o dinheiro pelo dinheiro, deve ter o seu componente social, porém não administrado pelo governo, mas por comissões que deveriam ser especialistas nessas questões e muito controladas e fiscalizadas.

      Acho que o dinheiro não só está demasiadamente concentrado nas mãos de poucos, como não está sendo aplicado de forma justa, até mesmo para o crescimento de quem já é grande, poderoso, riquíssimo.

      Enfim, opiniões não são metais que se fundem, como diz o ditado, e que bom que pensemos diferentes.

      Um forte abraço.

  18. “as multinacionais transferiram para a China suas indústrias altamente poluidoras e que foram proibidas nos países de origem EUA e Europa)”

    E o que tem a ver o capitalismo com o problema de poluição das indústrias chinesas? Isso não é a falta de escrúpulos desta ou daquela indústria em específico? Corroboradas por governos corruptos?

    “Capitalistas são assim, pouco estão ligando para esses “detalhes” sem importância, como a vida das pessoas pobres, algo que tanto choca as pessoas de bem.”

    E o que tem a ver o capitalismo com a falta de amparo ao pobrezinho?

    Quer dizer que o capitalismo é culpado pela miséria disseminada na África ou na Venezuela?

    Pois é justamente o contrário, é a falta de capitalismo – na maioria dos casos suprimido por governos comunistas – é que dissemina a quantidade de pobres pelo planeta.

    Repito, para ficar claro, não é o capitalismo que multiplica a quantidade de pobres no planeta, É A FALTA DELE!

    Toda a riqueza mundial foi produzida pelo capitalismo. Toda a miséria mundial existe pela falta dele.

    Não existe maior agente do bem na propagação de riquezas pelo planeta do que o capitalismo. Até porque, repito, não exite outro sistema de produção. Comunismo não é sistema de produção, É SISTEMA POLÍTICO.

    E sistema político nefasto, e onde entra, inteiramente ou parcialmente, difunde a desgraça e a miséria.

    Simples assim.

  19. Bendl, não deixe de ler o livro do Dr. Andrew Lobaczewski: Ponerologia: Psicopatas no Poder.

    Esses comunistas são todos psicopatas. Leia o livro e as razões dadas pelo Dr. Lobaczewski – um psiquiatra pesquisador que viveu no leste europeu, viveu sob o regime comunista imposto por Moscou, teve toda a sua equipe executada, mas escapou para os Estados Unidos, donde lecionou e escreveu o seu livro.

    Leia!

    É de longe o maior cancro do planeta. Quem insiste nisso é porque, comprovadamente, tem problema de psicopatia. Comprovadamente analisada pelo Dr. Andrew Lobaczewski, cujas razões estão expostas em seu livro: Ponerologia: Psicopatas no Poder.

    • Wagner, meu caro,

      Obrigado pela gentileza.

      Vou baixar o livro e lê-lo, pois devo ampliar meus parcos conhecimentos.

      Um excelente fim de semana, e minhas reverências à tua paciência e tolerância em trocar ideias comigo a respeito do capitalismo.

      Não que eu discorde de ti, longe disso, mas tento ser autêntico sobre o que penso, razão pela qual raramente posto citações, pois prefiro registrar minhas observações e interpretações, e que sejam elas criticadas ou não, pois desta maneira que vou aprender e ratificar ou retificar meus textos.

      Um forte e fraterno abraço, meu guru.

      • Você é uma pessoa nobilíssima, Bendl.

        Desejo-te tudo o que há de melhor, suspeito, porém, que o meu desejo é totalmente dispensável, já que você tem tudo o que um homem de família desejaria possuir – o amor e o conforto de seus familiares.

        Espero que leia, realmente, Bendl. Para você enxergar com quem é que estamos lidando.

        Deus te abençoe!

  20. Bendl, sempre leio seus artigos! Excelentes,. Com tantos comentários altamente gabaritados, quem sou eu para dizer alguma coisa. Deixo, apenas um pensamento de Mia Couto que se insere na questão
    “Tenho escrito repetidamente que o nosso maior inimigo somos nós mesmos. O adversário do nosso progresso está dentro de cada um de nós, mora na nossa atitude, vive no nosso pensamento. A tentação de culpar os outros em nada nos ajuda. Só avançamos se formos capazes de olhar para dentro e de encontrar em nós as causas dos nossos próprios desaires.
    Mia Couto

    Preferia que Bolsonaro tivesse que disputar com Ciro Gomes, pelo simples fato, de não ser petista e faz-se mister alternância do poder. Tanto Bolsonaro, como Haddad têm qualidades (este e sua mulher professores universitários, instruidos, experientes), mas o que importa agora é que não seja petista. E olha que nunca votei no PT (duro escolher Dilma, Lula…)
    Lacerda em 1954 referindo-se a Getulio disse
    “O Sr. Getúlio Vargas, senador, não deve ser candidato à presidência. Candidato, não deve ser eleito. Eleito não deve tomar posse. Empossado, devemos recorrer à revolução para impedi-lo de governar.”
    Realmente, apesar do povo, não chegou ao fim do governo, como todos sabe. Haddad não se mataria mas talvez, nem começasse a governar.

  21. Minha querida Carmen Lins,

    Aprecio muito quando postas teus registros, pois advindos de uma dama, de uma mulher inteligente, sensível, culta, brilhante, e que tanto enaltece a Tribuna da Internet.

    Pois minha Carmen, escrevi na semana passada que estamos diante de um momento histórico grave, crucial, vital para esta nação e povo:
    Ou segue o sistema que instaurou a cleptocracia e instituiu a corrupção, em consequência a pobreza do povo, o desemprego, as dívidas de milhões de pessoas, e a falta de futuro para esta nação ou, então, experimentemos algo diferente, novo, haja vista que pior não fica, como diz o Tiririca.

    Mas, essa disputa acirrada entre Bolsonaro e Haddad não se restringe somente a dois candidatos com ideologias diferentes, antagônicas, não.

    A encrenca reside na perda para o PT e aliados de deixarem escapar um país, de não terem mais a receita que o povo produz em impostos, afora a demissão de milhares de servidores comissionados, que entraram sem concurso público, e que não vão mais contribuir para o PT com descontos em seus salários.

    A eleição de Bolsonaro deleta o Lula da mente do brasileiro, e ofusca o conceito de que foi o maior presidente que tivemos, claro que propaganda petista, logo, mentirosa, enganadora e ilusória.

    Há demasiados e importantíssimos interesses e conveniências partidárias e pessoais em jogo, disputadas sem regra, sem balizamentos quanto à verdade.

    Para o PT vale tudo, até mesmo acusar o adversário do seu modo de agir em todas as eleições que disputou quando teve consigo o poder econômico, a fortuna incalculável ROUBADA do povo, para permanecer no poder indefinidamente!

    Se Haddad se queixa à Justiça desse poder econômico que alega ter Bolsonaro, a campanha do petista é feita de dinheiro que não pertence à agremiação, mas saldo dos roubos com o mensalão e petrolão!

    Esta eleição, Carmen, para o PT e aliados é a sobrevivência das esquerdas, de terem chances de se recuperarem, de seguirem roubando o erário e voltarem a enriquecer.

    Sem Haddad no Planalto, as esquerdas murcharão, perderão o viço, e não prestarão para mais nada porque se constatou que seus discursos eram demagógicos e intencionais em nos deixar analfabetos absolutos e funcionais, incultos e incautos!

    O PT no poder e teremos de suportar o ranço político, as tramoias, os conchavos, os acordos espúrios, o loteamento de ministérios, diretorias de estatais e secretarias e, escândalos, permanentemente.

    Nesse meio tempo, petistas enriquecem, alguns são condenados e presos, enquanto o povo sobrevive, luta, se esfola, e não ganha nada, mas sustenta as orgias com o seu dinheiro, os bacanais feitos com os impostos desviados de seus destinos.

    O Brasil está numa encruzilhada, Carmen, entre a cruz e a espada.

    A cruz nos lembra a via-sacra, o caminho trilhado por Jesus para ser crucificado, exatamente o retorno do PT ao poder;
    a espada nos dá condições de lutar contra aqueles que querem continuar nos prejudicando, roubando, explorando, que será Bolsonaro nos dando condições de crescer, de progredirmos, de nos desenvolvermos.

    Não deu certo?!

    Nas próximas eleições mudamos, simples.

    Afinal das contas não elegemos o PT quatro vezes, para o Brasil ficar nesse estado de falência??!!

    Um grande e apertado abraço.
    Permita-me a ousadia: um beijão neste rosto lindo que tens, que as mulheres do teu nível e quilate ostentam como parte da beleza que possuem!

    Excelente fim de semana junto aos teus amados.

  22. Prezado Bendl,

    Muito bom ver você por aqui discutindo o capitalismo. Provocando a pensarmos sobre a nossa sociedade.
    E mais, há que discutirmos sobre a educação brasileira em todos os níveis. Vamos mal. Muito mal. Alunos de decima fase nas universidades que repudiam a leitura por ser muito chato!
    Fica a sugestão!
    SDS
    Vitor

    • Caro Victor,

      Tudo bem contigo?

      Muito obrigado pelo comentário.

      Acredito que a existência desse blog é justamente para debatermos os assuntos mais importantes para o país e povo e, a soma desses pensamentos e ideias, sugestões para nossos governantes se preocuparem mais com a população.

      Concordo plenamente contigo quanto a discutirmos sobre Educação.

      Existem colegas nossos que são professores, pessoas indicadas para debater essa questão de fundamental importância ao Brasil.

      Muito boa essa tua sugestão.

      Um forte abraço.

    • Anunnaki, meu amigo,

      Preciso ser franco:
      não sou americano;
      não sou observador internacional;
      não sou jornalista;
      não sou economista;
      não tenho como te responder essa pergunta, e espero que tu me compreendas.

      Apenas sei da guerra econômica entre China e Estados Unidos, e por cima, ainda.

      Mesmo assim, re devolvo a pergunta:
      Tem como a economia americana ser demolida??!!

      Um forte abraço.

  23. Prezado Blend, que bom você ter retornado a esse espaço.
    Já li seu Artigo e li um pouco dos seus comentários e do Wagner Pires.
    Longe de discordâncias e contestações, depois darei minha opinião a respeito do seu post e de alguns dos seus comentários.

    Longe de ter seu conhecimento e do Wagner Pires, mas vou arriscar dar meu pitaco.
    A princípio só vou opinar a respeito dessa sua citação:
    “Quando a União Soviética, após a Segunda Guerra Mundial, tentou trazer para a sua ideologia e à força, parte da Europa, invadindo a Hungria, a antiga Tchecoslováquia, Polônia, Romênia, Bulgária, Albânia, a Iugoslávia antes da sua fragmentação, as 17 Repúblicas que comporiam a Cortina de Ferro, inclusive a Alemanha Oriental, pergunto:
    Por que os americanos não impediram o avanço soviético na Europa, o alastramento do comunismo à base da violência??!!”

    Você aí só citou nações do Leste europeu, não foi?
    Os EUA, provavelmente houve acordo entre as 2 potências, ficou responsável e aliado dos países ocidentais (do lado ocidental) e a URSS ficou com o domínio dos países do leste europeu.
    Não fizeram um acordo a respeito?

    Já a cidade de Berlin, acho que era a Capital da própria Alemanha, ficou dividida entre o lado oriental (URSS) e o lado Ocidental acho que ficou sob o domínio dos EUA, França, Inglaterra. Daí os soviéticos construíram o famoso muro.
    Estou com preguiça de pesquisar.

    Blend, corrija-me se eu estiver errado, pois sei pouquíssimo a respeito da polarização EUA x URSS, uma gota no oceano.

    No questionamento: – Por que os americanos não impediram o avanço soviético na Europa, o alastramento do comunismo à base da violência??!!”
    Eu entendi que você quer mostrar que, a URSS por ser poderosa, com grande arsenal militar/bélico e já com Bombas Atômicas fez com que os EUA não o confrontasse.
    Não creio, pois, quando a nanica ilha do ditador Fidel se aliou à URSS e permitiu que a mesma instalasse Mísseis no seu território e apontado para os EUA quase tivemos a 3ª Guerra Mundial, não foi? Kennedy se acovardou?
    Em anos mais atuais, o Reagan logo ao sentar no trono já disse a que veio o chamou a URSS de “Império do Mal”.
    Hoje não existe URSS e muito menos o Muro de Berlin.
    Não sei se internamente a própria URSS cometeu muitos erros de governança e implodiu por si só ou se houve pressões externa (Ronald Reagan, Margareth Thatcher e o Papa Joao Paulo II) para a sua queda.

    Talvez eu tenha saído um pouco do assunto, mas o post aborda Capitalismo x Socialismo x EUA.
    Não é submissão, mais prefiro o lado ocidental e democrático, protegido pelo atual Império Romano e sob a proteção de um “César”.
    Sim sou pobre, mas como aposentado recebo meu pouquinho RS todo mês,
    tenho Internet,
    tenho certa liberdade de expressão,
    leio o que quiser,
    tenho o direito de ir e vir etc.

    Na URSS ou em Cuba talvez nem sei se estaria vivo de tanto trabalho forçado (se não fosse da cúpula governamental) nos canaviais ou na Sibéria,
    se eu fizesse uma pequena contestação contra o sistema e se descoberto iria para prisão ou para o paredon,
    se eu quisesse sair da Ilha presídio à procura de uma vida melhor (em Miami) seria fuzilado no mar.

  24. Meu caro João da Bahia,

    Muito obrigado pelo comentário, importante e questionador.

    Em princípio, entre mim e Wagner não houve posições antagônicas,
    Eu apresentei os males do comunismo e do capitalismo, mas o nosso amigo Wagner me contestou, afirmando que o capitalismo em si não tinha falhas.

    Meras questões mais para retóricas do que fatos.

    Dito isso, João, a crise dos mísseis em 62, quando a União Soviética tentou instalar uma base de mísseis em Cuba, a pedido de Fidel Castro, Kennedy impediu que navios russos se deslocassem para a ilha, e exigiu a retirada dessas armas.

    Krushchev, após 13 dias onde o mundo ficou à beira de uma Terceira Guerra Mundial, fez um acordo com os americanos, e o Tio Sam não mais invadiria Cuba e retiraria da Turquia e Itália os mísseis Júpiter, apontados para a União Soviética.

    Kennedy não se acovardou, tampouco o líder comunista, pois ambos usaram o bom senso antes de destruírem o planeta, pois não haveria vencidos e vencedores.

    Ao fim da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha seria dividida em quatro partes:
    Americanos, ingleses, franceses e soviéticos receberiam um pedaço cada um.

    Resumindo:
    parte das indústrias alemãs ainda ficaram em pé, apesar da guerra.
    Justamente os nacos que pertenceriam aos Estados Unidos, França e Reino Unido, teriam tais indústrias, enquanto o lado Leste da Alemanha que seria soviética, enfrentaria a pobreza, a miséria e fome.

    Os três aliados uniram as suas partes numa só, transformando esse pedaço alemão em República Federal da Alemanha (RFA), em 23 de maio de 1.949, e sendo a capital deste novo Estado, a cidade de Bonn.

    A União Soviética não ficou para trás e, em outubro de 49, fundou a República Democrática Alemã (RDA), e sendo a capital a cidade de Berlim.

    De 1949 até o início da década de 70, o desenvolvimento da República Federal da Alemanha foi marcado por uma rápida reconstrução do país, do Estado e das instituições democráticas, pela recuperação econômica impulsionada pelo Plano Marshall e pela estabilidade interna.

    Na política interna, os esforços concentraram-se em superar a divisão da Alemanha ou em atenuar suas consequências.

    Na política exterior, a RFA ligou-se estreitamente ao bloco liderado pelos EUA e participou do processo de integração europeia nas comunidades que foram surgindo no pós-guerra.

    A RDA, por sua vez, filiou-se ao Pacto de Varsóvia.

    Ainda que a Alemanha comunista não tivesse plena autonomia em relação a Moscou, o chefe de Estado e do partido, Erich Honecker, caracterizou sua versão de “socialismo realmente existente”.
    No Leste Europeu, a República Democrática Alemã era tida como exemplo de um país socialista que conseguiu dar um bom nível de vida à sua população.

    No entanto, no avançar dos anos 70, os alemães-orientais perceberam que a meta do Estado de alcançar o nível da RFA não passava de ilusão. Não havia recursos suficientes para financiar a mecanização e automatização da produção e faltavam materiais para a reforma das moradias degradadas.

    A crise econômica provocada pela alta dos preços do petróleo atingiu plenamente o país. Por mais que se cortassem as importações, as dívidas foram aumentando.

    Sinônimo da linha divisória entre os mundos capitalista e socialista, Berlim Ocidental atraía os alemães-orientais pelas liberdades democráticas e pelo brilho de suas vitrines, que simbolizavam o progresso ocidental.

    De 1949 a 1961, quase 3 milhões de pessoas fugiram da Alemanha comunista para os setores ocidentais de Berlim. Somente em julho de 1961, 30 mil pessoas escaparam.

    A RDA não podia admitir que o êxodo continuasse.
    Na manhã de 13 de agosto de 1961, soldados começaram a construir o Muro de Berlim, demarcando a linha divisória inicialmente com arame farpado, tanques e trincheiras.

    Nos meses seguintes, foi sendo erguido em concreto armado o muro que marcaria a vida da cidade até 1989.

    Ao longo dos anos, a fronteira transformou-se numa fortaleza. Como os soldados tivessem ordem de atirar para matar, mais de mil pessoas pagaram com a vida a tentativa de transpô-la.

    O fim do comunismo, simbolizado pela queda do Muro de Berlim, em 89, teve como causas as dificuldades impostas ao povo soviético por falta de carvão para se aquecer no rigoroso inverno e comida, racionada.

    Reagan apressou este fim humilhante, haja vista ter imposto aos soviéticos que gastassem bilhões de dólares em suas defesas, pois o americano estaria criando o sistema chamado Guerra nas Estrelas, em 83, que previa satélites antimísseis equipados com lasers, diga-se de passagem, um projeto que jamais saiu do papel!

    Finalizo, João, também concordando contigo que também prefiro o capitalismo, a democracia e liberdade.

    Um forte abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *