Governo brasileiro diz à ONU que Lula quer ‘enganá-la’ ao se dizer ‘preso político’

Resultado de imagem para lula preso político charges

Charge do Latuff (sul21.com.br)

Daniela Lima
Folha/Painel

O governo brasileiro fez uma defesa enfática da atuação de Sergio Moro e da Lava Jato em documento enviado à ONU contra ação movida pelo ex-presidente Lula no organismo internacional. A peça apresentada ao Comitê de Direitos Humanos afirma que o petista pretende “confundir e enganar” o colegiado ao apontar direcionamento da Justiça e diz que a alegação de perseguição política “é uma afronta às instituições”. O texto sustenta que a acusação de parcialidade de Moro é infundada.

Lula recorreu à entidade dizendo ser vítima de um processo parcial e injusto. As alegações do Brasil foram enviadas à ONU em novembro de 2018. No dia 1º daquele mês, Moro anunciou que aceitaria o convite de Jair Bolsonaro para comandar o Ministério da Justiça.

DIZ LULA – O ex-presidente diz que seus direitos constitucionais, como liberdade de expressão e de exercício político, estão sendo infringidos. O governo brasileiro refuta. Afirma que o petista “falta com a seriedade” ao alegar perseguição e lembra que a Lava Jato atingiu “pessoas de diferentes espectros partidários”, citando Aécio Neves (PSDB) e Sérgio Cabral (MDB) como exemplos.

Na peça apresentada à ONU, o Brasil reconhece a jurisdição do comitê e reafirma o seu “comprometimento com o Sistema das Nações Unidas”. Mas eventual decisão favorável à Lula não deve ser acatada pelo governo Bolsonaro, avaliam aliados do petista. O caso deve ser julgado em março.

CONTESTAÇÃO – Os advogados Cristiano Zanin Martins, Valeska Teixeira e Geoffrey Robertson vão apresentar uma contestação à resposta do Brasil em fevereiro. Eles alegam que há “um fundamentalismo exacerbado” no entendimento sustentado pelas autoridades locais.

E a Frente Brasil Popular vai se reunir no dia 29 para planejar atos contra o governo Bolsonaro. A primeira grande mobilização está programada para 8 de março, dia Internacional da Mulher.

Há, porém, a expectativa de que talvez seja preciso ir para as ruas antes, principalmente se o presidente Bolsonaro cumprir a promessa de apresentar o texto da reforma da Previdência até fevereiro.

16 thoughts on “Governo brasileiro diz à ONU que Lula quer ‘enganá-la’ ao se dizer ‘preso político’

  1. Na verdade, o Brasil é o país do “me confunde e me engana, que eu gosto”. Aqui, sob a égide do sistema político apodrecido, imposto a todos pelo golpismo-militarista-ditatoria, o partidarismo eleitoral, e seus tentáculos, velhaco$, no frigir dos ovos, quase tudo acaba se revelando confusão, velhacaria, enganação e frustração, de direita e centro (504 anos), de esquerda (14 anos), a direita xucra esperta, porém ignorante e delirante, retomando o poder, à moda custe o que custar. Todas, direita, esquerda e centro, bem como o sistema apodrecido dos me$mo$, com o prazo de validade vencido há muito tempo. Daí, a necessidade de rendição dos sistema político apodrecido, em prol do projeto novo e alternativo de política e de nação, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, como propõe a RPL-PNBC-DD-ME, com paz, amor, perdão, conciliação, união e mobilização pela mega-solução, a Revolução Redentora da política, da nação e da população.

      • Fred, Paulo 2, e CIA, se existe uma coisa que o Jornalismo Profissional sempre respeitou até a morte é a fonte. Pedir a um Jornalista Profissional da idade, da experiência e do quilate de C.N. a revelação das fontes a ele confiadas, e que o ajudam de graça a manter o seu Blog como um dos mais importantes, confiáveis e acessados do Brasil, seria a mesma coisa de chamá-lo de amador, dedo duro e filho daquilo. Não é a praia dele. Faça vc mesmo esse serviço sujo, na condição de espião da politicalha bandida que assola e afunda este país. E se fizer, tenha a dignidade de fazer em relação a todos, e dai todos veremos o tamanho da boiada, de direita, de esquerda e de centro.

        • O Carlos Newton não precisa revelar as fontes. As fontes se revelam por si só. Quando mudas constantemente de pseudônimo mostras apenas…………………….

          • Entre bolsonarianos e bolivarianos, jogar de alvo fixo é coisa de otário. Querem cabrestear tudo, até o editor do blog. É a mesma coisa que jogar xadrez com pombos, sobem no tabuleiro, sujam tudo, derrubam as pedras, e saem cantando de galo, batendo no peito e dizendo que venceram. Tem que dar canseira nesses dinossauros camaleônicos, deixá-los p da vida, daí eles bambeiam as pernas e se revelam. Vamos vencê-los pelo cansaço, e libertar o Brasil e o povo brasileiro das mãos sujas dos me$mo$.

  2. Um dos métodos mais sorrateiros, aplicado pela ultra-direita, para desarrazoar e desqualificar a tipificação de preso político, é rotular o perseguido, aos olhos da comunidade mundial, como traficante internacional ou perpetrador de crime contra a humanidade. Foi esse o jogo sujo que o governo EUA montou contra o extinto presidente de Panamá, Manuel Noriega: os ianques engendraram um monte de sacos de trigo, fotografaram-no e enviaram ao papa, como se fossem toneladas de cocaina. Bastou isso para justificar o sequestro do líder, levado e “julgado” nos Estados Unidos, onde cumpriu pena de 20 anos; lá e na França.
    Em verdade, Noriega queria era retomar o controle do Canal de Panamá, um patrimônio nacional que o Tio Sam se apossou. Através daquele “braço líquido”, que rompeu o istmo, elo de duas Américas, os EUA submetem o Atlântico Sul e Caribe, além de ganharem muitos dólares.
    Quem também, por pouco não foi vítima do mesmo ardil mefistofélico, foi o líder de Suriname, cel. Dersy ou Dési Bouterse.

    • Os canalha$ norte-americanos são os mais bandidos do mundo, os mais psicopatas, os mais cínicos e dissimulados, e os mais cruéis, e os seus serviçais locais, lacaios, vira-latas, têm que ser pulverizados…

        • Pronto, falou o songamonga invejoso. É por isso que esse país não vai pra frente, por causa dos invejosos, gananciosos, oportunistas e aproveitadores, que estão sempre de plantão, praga que infesta o país, que puxam o país para baixo e para trás, ao invés de ajudar a empurrá-lo para frente e para cima. Fora de suas casinhas ideológicas ficam mais perdidos do que cegos em tiroteio, e só conseguem liberar o que tem na cabeça e no coração, inveja e maldade, infeliz e desgraçadamente. Lógico que o palavreado é o mesmo, pois o Mestre é único e a legião de seguidores é imensa, e todos somos fieis ao Mestre, que logo surgirá para ocupar a Presidência e fazer o que tem que ser feito neste país há 129 anos.

    • -Paulo, o Noriega trabalhava para os Estados Unidos, assim como o Osama. Portanto, eram apenas mercenários fazendo o serviço sujo e, por consequência, eram tão sujos como o patrão.
      -Foram punidos porque se acharam grandes e importantes demais e quiserem se rebelar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *