Polícia Federal investiga uma conta na Espanha que é atribuída a José Dirceu

Resultado de imagem para jose dirceu

Dirceu continua na mira da equipe da Lava Jato

Deu no Correio Braziliense
(Agência Estado)

A Polícia Federal abriu novo inquérito para investigar o ex-ministro José Dirceu (Casa Civil/Governo Lula). A PF informou ao juiz Sérgio Moro sobre a abertura do inquérito sobre supostas propinas na Espanha em benefício de Dirceu citada pelo ex-vice-presidente da Engevix Gerson Almada.

De acordo com o ofício, por ordem do delegado Christian Robert Wurster, foi instaurado o “inquérito nº 0752/2018-4 – SR/PF/PR para apurar possível ocorrência do delito” de lavagem de dinheiro, “além de todas as demais circunstâncias, porquanto Gérson de Mello Almada, teria pago valores decorrentes da Petrobras a José Dirceu, por intermédio de uma ‘conta corrente’ mantida com a Engevix e Milton Pascowitch”.

LULA E DIRCEU – Em depoimento prestado em julho de 2017, com sigilo levantado em 1º de dezembro, Almada disse saber de uma suposta conta em Madri, administrada pelo lobista Milton Pascowitch, abastecida por propinas de contratos da Petrobras.

Os beneficiários da conta seriam o ex-presidente Lula e o ex-ministro José Dirceu (Casa Civil). O depoimento do empreiteiro foi anexado à denúncia do Ministério Público Federal sobre propinas de R$ 2,4 milhões das empreiteiras Engevix e UTC para Dirceu (Casa Civil – Governo Lula).

FALSOS CONTRATOS – No mesmo depoimento, Almada confessou que firmou “contratos dissimulados” com a empresa de comunicação Entrelinhas com o fim de pagar propinas a Dirceu.

O empreiteiro afirmou que “o objeto dos contratos, anexados aos autos, nunca foi prestado à Engevix e que, mediante o fornecimento das notas fiscais pela Entrelinhas, a empreiteira pagou de 2011 a 2012, o valor de R$ 900 mil”.

Em dezembro, a Lava Jato pediu ao juiz federal Sérgio Moro que a Polícia Federal investigue as novas revelações do empreiteiro. Em fevereiro, o juiz federal Sérgio Moro abriu nova ação penal contra o ex-ministro por supostas propinas de R$ 2,4 milhões das empreiteiras Engevix e UTC. Foi nos autos desta ação que Almada citou a conta na Espanha.

11 thoughts on “Polícia Federal investiga uma conta na Espanha que é atribuída a José Dirceu

  1. Lula lidera a arrecadação para campanha na vaquinha virtual

    Lula com R$ 379 mil e João Amoêdo com R$ 265 mil.

    Em média, cada um dos apoiadores de Lula
    deu R$ 92.

    A média das doações do presidenciável do Novo é de R$ 128

    Dos outros candidatos, nenhum recebeu acima
    de R$ 50 mil recebidos.

    Apesar do ritmo lento, o desempenho indica que os pré-candidatos deverão superar, com facilidade, os números de 2016.

    Só Lula e Amoedo, somados, já conseguiram, a um
    pouco menos de três meses da eleição, 25% de tudo o que foi arrecadado pela internet entre os candidatos nas eleições de 2016.

    https://goo.gl/qCp4ND

  2. Escrito por Nicolau Maquiavel que viveu entre os anos de 1469 a 1527, continua extremamente atual e serve perfeitamente para descrever o caos atual em que vivemos no Brasil.

    Leia, pois vale a pena.

    “Como é perigoso libertar um povo que prefere a escravidão!”

    (Nicolau Maquiavel)

    Um povo que aceita passivamente a corrupção e os corruptos, não merece a liberdade.

    Merece a escravidão.

    Um país cujas leis são lenientes e beneficiam bandidos, não tem vocação para a liberdade.

    Seu povo é escravo por natureza.

    Um povo cujas instituições, públicas e privadas, estão em boa parte corrompidas, não tem futuro.

    Só passado.

    Uma nação, onde a suposta sociedade civil organizada não mexe uma palha se não houver a possibilidade de lucros, não é capaz de legar nada a seus filhos, a não ser dias sombrios.

    Uma pátria, onde receber dinheiro mal havido a qualquer título é algo normal, não é uma pátria, pois nesse lugar não há patriotismo, apenas interesses e aparências.

    Um país onde os poucos que se esforçam para fazer prevalecer os valores morais, como honestidade, ética, honra, são sufocados e massacrados, já caiu no abismo há muito tempo.

    Uma sociedade onde muitos homens e mulheres estão satisfeitos com as sórdidas distrações, em transe profundo, não merece subsistir.

    Só tenho compaixão daqueles bravos, que se revoltam com esse estado de coisas.

    Àqueles que consideram normal essa calamidade, não tenho nenhum sentimento.

    Aos que elegem e reelegem corruptos, aos que servem de escudo e proteção aos bandidos e, ainda, aos indiferentes, só restam os versos do grande poeta polonês, Adam Mickiewicz:

    “Tua alma merece o lugar donde veio, caso tenhas entrado no inferno, e não sinta as chamas.”

  3. O que dizer de um povo que delega a defesa do próprio lar, da esposa, da filha e do filho para terceiros desconhecidos, mesmo sabendo que mora em um lugar onde nada funciona?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *